Campo Grande, MS: Centenária Morada dos Baís

Morada dos BaísNeste ano, um dos espaços mais famosos de Campo Grande completa cem anos de existência.

Alana Regina / Jornal ‘O Estado’ MS

18/01/2018

Prédio se tornou lugar estratégico de promoção de cultura, com shows e exposições de artistas regionais 

Concluída em 1918, o prédio Morada dos Baís completa, em 2018, 100 anos de história em Campo Grande. Localizado na Avenida Noroeste – região central da Capital– o espaço é palco de shows gratuitos e guarda muitas lembranças. O lugar é um dos pontos culturais mais importantes da cidade, e quem entra no local, logo se encanta com os detalhes: o piso vermelho, os quadros espalhados nas paredes, que te fazem viajar no tempo e imaginar como era o passado.

O Museu Lídia Baís, foi edificado em alvenaria, com argamassa de saibro, cal, areia e coberto com telhas de ardósia que vieram da Itália. O projeto foi preparado pelo engenheiro João Pandiá e a construção ficou por conta do imigrante italiano, Sr. Matias, na companhia de Bernardo Franco Baís. Lídia Baís foi quem pintou os painéis nas paredes do espaço, seu quarto ficava na sala azul, chamado por ela de “Sala Mística”, na casa tinha ainda a sala rosa apelidada de “Sala das Paixões”. Em 1938, seu pai, Bernardo, faleceu e a família mudou-se para outra residência. O local foi alugado por Pimentel, que fez do espaço uma pensão.

Em 1974 aconteceu um grande incêndio no prédio, que destruiu todo o madeiramento da cobertura, telhas de ardósia e pisos de madeira. Na reforma, pela impossibilidade de se conseguir as telhas originais, a cobertura foi feita com telhas de barro tipo francesa.

Cinco anos após o fogo tomar conta do prédio, a “Pensão Pimental” deixou de existir e passou a ser destinado a usos comerciais; sapataria, escola de rádio e televisão, casa lotérica, até entrar em período de abandono e depredação. Depois de mais de 12 anos, o espaço foi tombado como patrimônio histórico de Campo Grande.

*Ver matéria completa de Alana Regina na edição de hoje (18/01/2018) do jornal ‘O Estado’

*****

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s