Meio ambiente/ Projeto monitora ninhos de papagaios no Pantanal de MS

papagaio verdadeiro

Karina Campos / Jornal ‘O Estado’

26/09/2017

Há 20 anos de atuação, o projeto Papagaio-Verdadeiro tem cuidado da espécie de papagaio visando a preservar ninhos e aos filhotes, além de garantir a educação ambiental em todo Mato Grosso do Sul, principalmente no bioma do Pantanal.

A zootecnista Gláucia Seixas, ex-coordenadora do Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres) e idealizadora do projeto, explica que as informações sobre a ecologia da ave eram poucas, foi então que percebeu que deveria estudá-la e contribuir para a conservação da espécie, pesquisando sobre ninhos, áreas de reprodução, crescimento e acompanhamento de filhotes, e monitoramento de papagaios soltos.

“Quando eu trabalhava no Cras, já se recebia muitos filhotes dessa espécie, que são capturados na natureza pelos traficantes, no período reprodutivo, de agosto a dezembro. Descobri na época que não havia informações sobre essa espécie e comecei o projeto, gerando informações sobre a biologia e a ecologia dessa ave, para auxiliar na sua conservação e nos ambientes onde vive. Também para mobilizar as pessoas contra o tráfico dos papagaios e sensibilizá-las, para que não comprem papagaios ilegais, que foram capturados na natureza.”

Trabalho ajuda a biodiversidade do Pantanal e na Bacia do Rio Paraná

Gláucia conta que o trabalho é amplo e envolve pesquisas científicas, com ações que identificam a situação da espécie em ambiente natural, conhecer os elementos biológicos necessários para o manejo e a conservação, além da sensibilização das comunidades, com ações de divulgação dos resultados e estímulo à reflexão quanto à necessidade de conservação da natureza.

O trabalho está há anos ajudando a biodiversidade do Pantanal e, mais recentemente, na Bacia do Rio Paraná, também em Mato Grosso do Sul.

O Estado é considerado uma das maiores rotas do tráfico de animais silvestres, e os pesquisadores mapeiam rotas do tráfico de papagaios no Brasil, onde propõem novas políticas públicas para mudar o cenário atual do país.

“Buscamos sensibilizar as pessoas para que não comprem papagaios que foram capturados na natureza”. Todos que fazem isso estão colaborando com o tráfico e, por consequência, com a futura extinção local da espécie. “Consideramos extremamente importante esse trabalho de sensibilização e educação para conservação da natureza a fim de mudar o cenário atual”, finaliza a zootecnista.

A meta é construir uma ampla rede de defesa da natureza no Pantanal, utilizando o papagaio-verdadeiro como embaixador dessas ações de conservação e inibição do tráfico de animais silvestres na região.

*****

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s