Produtores rurais do MS pretendem divulgar força do agronegócio no sambódromo para contrapor enredo da Imperatriz Leopoldinense

agronegocio

Jornal “A Crítica” / Campo Grande, MS

22/01/2017

Lideranças de produtores rurais preparam grande campanha de mídia para divulgar a potência do agronegócio brasileiro e sua importância para o País. Com pouco mais de um mês para chegar o Carnaval, permanece a polêmica envolvendo o setor do agronegócio e a Escola de Samba Imperatriz Leopoldinense, do Rio de Janeiro.

A questão é centrada no enredo da entidade, do carnavalesco Cahê Rodrigues, “Xingu, o clamor que vem da floresta”. O fato não está simplesmente em retratar uma nação indígena, mas segundo o setor do agronegócio, refere-se aos ataques que esse enredo e, consequentemente o samba-enredo, desfere contra o segmento.

Por sua vez, o carnavalesco da escola disse que os produtores entenderam errado o tema, que apenas exalta a luta dos povos indígenas e alerta para os riscos que sofrem as etnias nativas e que não uma crítica direta ao agronegócio.

Confira a letra do samba-enredo da Escola:

samba-enredo

*Ver matéria completa na edição de hoje (22/01) do jornal “A Crítica”, de Campo Grande, MS.

*****

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s