Manoel de Barros: ‘Poeta das miudezas’

manoel-de-barros

16/12/2016

Thaís Pimenta / Jornal ‘O Estado’

Espetáculo de dança homenageia o centenário de Manoel de Barros

A FMB (Fundação Manoel de Barros) realiza hoje (16) o espetáculo “Para Encontrar o Azul Eu Uso Pássaros”, em homenagem aos 100 anos que o poeta Manoel de Barros completaria no dia 19 de dezembro. O evento acontecerá às 19h, no auditório do Crea-MS (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia), com entrada gratuita.

Com direção artística de Rosângela Caldas Luppi, as apresentações terão a participação dos idosos do projeto Ativa Idade, que, além de mostrarem um pouco da vida de Manoel, levarão ao palco as obras mais marcantes que retratam a personalidade do “poeta das miudezas”. Ao todo são 60 pessoas envolvidas na apresentação, que tem duração de uma hora.

O espetáculo tem como objetivo levar o espírito de criança que o menino Manoel exibe na maioria de suas obras, mostrando a importância de valorizar as pequenas coisas da vida, exemplificando que não precisamos de bens materiais para alcançar a felicidade.

“Nós queremos apresentar à sociedade as inspirações que as poesias e os conselhos do poeta nos deram para desenvolver ações nas áreas da arte, cultura e do fomento à educação. A linguagem que ele usa em suas obras é diferente e criativa. Assim, desperta na fundação o uso da criatividade para promover suas atividades e encontrar o seu azul”, revela o diretor da FMB, Marcos Henrique Marques.

Manoel de Barros é considerado referência na literatura contemporânea

No “panteão” dos poetas brasileiros, onde figuram, entre outros, Carlos Drummond de Andrade, Manuel Bandeira e João Cabral de Melo Neto, o nosso Manoel de Barros é com certeza referência na literatura contemporânea. Ele dispensa a razão e sempre buscou a força mágica das palavras, sendo um incansável incentivador das artes e da educação. “Penso que a leitura e a frequentação das artes desabrocha a imaginação para um mundo mais puro. Acho que uma inocência infantil nas palavras é salutar diante do mundo tão tecnocrata e impuro”, nos ensina Manoel. (Com assessoria)

SERVIÇO – A apresentação começa às 19h de hoje (16/12) no auditório do Crea-MS, à rua Sebastião Taveira, 272, bairro Monte Castelo. A entrada é gratuita. Mais informações pelo telefone (67) 3384-8042.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s