Novembro azul: Exame para detectar o câncer de próstata em fase inicial é sugerido a partir dos 45 anos

cancer-de-prostataEm tempo

Thaís Pimenta / Jornal O Estado

03 de novembro de 2016 

O câncer de próstata é o segundo mais comum no sexo masculino, atrás apenas do câncer de pele não melanoma. No Brasil é a neoplasia urológica mais frequente, estimando-se um risco de 62/100 mil homens, com maior prevalência nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Sul. A campanha Novembro Azul, tenta alertar os homens brasileiros sobre a importância de se prevenir e conscientizar-se sobre o cancro, além de dar espaço a outras doenças que afetam a vida masculina, desde a infância até a velhice.

O preconceito aliado à falta de informação leva homens a ignorar as consultas aos urologistas e, consequentemente, aos exames que podem identificar o câncer de próstata, como o toque retal. Estudo realizado pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) mostra que 51% dos homens nunca consultaram um profissional da área, o que negligencia uma das doenças mais comuns do gênero.

De acordo com o médico urologista Thiago Frainer, formado pela UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), a probabilidade de ocorrência do câncer de próstata aumenta com a idade, com maior prevalência em homens negros e com histórico familiar para a neoplasia. “A sobrevida ao câncer de próstata é influenciada pelo diagnóstico precoce, além de melhorar a qualidade de vida do paciente”, explica.

As fases iniciais dessa enfermidade não apresentam sintomas, diferente, por exemplo, do câncer de mama. “Os sinais de alerta são dor ao urinar, dificuldade para urinar, urina com sangue (hematuria), dor durante ejaculação. Vale reafirmar que independentemente da idade, ao surgir qualquer um destes sintomas o urologista deve ser consultado”, explica.

Métodos de detecção precoce aumentam as chances de cura e prevenção está relacionada a hábitos saudáveis

cancer-de-prostata

A suspeita do câncer de próstata é feita pelo exame digital da glândula ou aumento do PSA sérico. O diagnóstico definitivo é feito pela análise da biopsia prostática. Por vezes, alguns exames complementares como Ressonância Nuclear Magnética, Cintilografia Óssea ajudam a identificar possíveis focos de doença extra-prostática podem ser solicitados pelo médico do paciente.

A SBU (Sociedade Brasileira de Urologia) sugere que o rastreamento do câncer de próstata seja iniciado aos 50 anos de idade e, naqueles pacientes que têm histórico familiar da doença, além de obesos, pacientes de raça negra, aos 45 anos de idade.

“Atualmente com a maior acesso a informação e as campanhas de conscientização da saúde do homem (novembro azul), o exame digital da próstata, toque da próstata (um exame indolor e rápido) está deixando de ser um tabu da população masculina. O medo da dor e a perda da masculinidade eram queixas recorrentes”, diz Thiago Frainer.

A prevenção está relacionada diretamente a hábitos alimentares saudáveis e com a prática de atividade física regularmente. “Um estudo científico recente mostrou redução no risco de câncer de próstata de 10% nos homens que relataram de 8 a 12 ejaculações por mês e de 20% nos homens que relataram 13 a 20 ejaculações por mês”, detalha.

Pacientes diagnosticados com câncer de próstata localizado podem optar pelas seguintes formas de terapia: radioterapia, quimioterapia, braquiterapia ou cirurgia. Embora existam múltiplas opções de tratamento, a prostactemia radical (remoção total da próstata) continua sendo o padrão ouro para o controle eficaz a preciso desta doença.

O tratamento cirúrgico deve ser considerado sempre que existir intenção curativa. A cirurgia radical tem se consolidado como a estratégia de escolha para o controle oncológico efetivo do câncer de próstata, especialmente porque cursa com maiores taxas de sobrevida.

*****

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s