Preço nas alturas: Feijão, arroz e leite ficam até 170,4% mais caros em Campo Grande, MS

feijão1

Altas assustam consumidor, mas ainda não derrubaram vendas dos itens

3 AGO 2016

Daniel Pedra / Correio do Estado

A cesta básica do campo-grandense ficou mais cara em junho deste ano em relação ao mesmo período do ano passado e os vilões são arroz, feijão e leite comercializados nas gôndolas dos supermercados da cidade. Em média, os preços desses três produtos ficaram até 170% maiores. Essencial na mesa do consumidor o feijão carioca, registrou elevação de até 170,49% no quilo, seguido pelo litro do leite integral, com aumento de até 70,14%, e pelo saco com 5 quilos de arroz Tipo 1, com alta de mais de 24,42% neste ano em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados são de levantamento elaborado pelo Núcleo de Estudos e Pesquisas Econômicas e Sociais (Nepes), da Uniderp.

Ainda de acordo com os dados do Nepes, que elabora mensalmente o Índice de Preços ao Consumidor de Campo Grande (IPCCG), em junho do ano passado, o menor valor pago pelo quilo do feijão carioca era de R$ 4,35 e o maior era de R$ 4,99, enquanto em junho deste ano essas cotações subiram para R$ 12,56 o menor e o máximo de R$ 13,60, significando uma alta de 188,74%, no caso do menor valor, e de 172,55% no caso do maior valor.

(*) A reportagem completa está na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s