Estiagem e baixa umidade deixam MS em alerta com as queimadas

incêndio

Focos aumentam e Corumbá continua sendo área mais preocupante em MS

13/7/2016

Natalia Yahn / Correio do Estado

Com umidade relativa do ar em 30%, média que se mantém desde o início do inverno no mês de junho, e é considerado o índice mínimo tolerável (abaixo disso os valores são semelhantes aos de deserto), o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil estão em alerta por conta das queimadas que normalmente ocorrem nesta época do ano.

incêndio2Desde o início do ano até ontem foram registradas, em todo Mato Grosso do Sul, 1,3 mil queimadas urbanas em vegetação, terrenos baldios e lixo – mais de 300 casos apenas em Campo Grande -, além de 1.006 em áreas rurais.

Já no ano passado, nos 12 meses, foram 1,9 mil queimadas urbanas no Estado – 700 na Capital -, por isso a quantidade registrada até ontem representa 66% do total de 2015. Com relação aos focos na área rural, em todo o ano passado, chegaram a 5.309.

Dados do Centro Nacional Natalia Yahn de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo), órgão do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), apontam que Corumbá, a 420 quilômetros de Campo Grande, é o município do Estado com maior número de queimadas rurais com 2.968 focos registrados no ano passado e 278 até agora. Miranda aparece em segundo lugar, com 276, e a Capital, em 16º no ranking, com 119. A cidade fronteiriça com a Bolívia é a 10ª colocada no País com a atual quantidade de focos, ficando atrás de municípios como Caracaraí (RR), que é o primeiro (854), e outros de Mato Grosso, Tocantins e Amazonas.

O tenente-coronel do Corpo de Bombeiros do Estado, Robson Moreira, explica que as queimadas devem ser evitadas. “Na cidade, o ideal é manter os terrenos limpos, e quando carpir é importante retirar o lixo. Deixar a vegetação seca no local pode causar queimada também. Já no campo e nas rodovias, não se deve jogar bitucas de cigarro”.

*Ver matéria completa de Natalia Yahn na edição de hoje (13/7) do jornal Correio do Estado:

http://www.correiodoestado.com.br

*****

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s