Em busca dos imigrantes (japoneses)

japão1

Pesquisadora radicada em São Paulo faz levantamento sobre as primeiras pessoas que vieram do Japão em 1908

6/7/2016

Thiago Andrade / Correio do Estado

japão 2

japão 3Foram anos coletando informações, viajando a diversas cidades do Brasil, da Argentina e do Japão, além de visitas a cartórios, cemitérios, entre outros locais que pudessem contribuir para a localização de dados sobre os primeiros imigrantes vindos do Japão para a América do Sul. O trabalho foi reunido no livro “Kasato-Maru – Uma Viagem de Esperança”, assinado pela imigrante japonesa Sonoko Akamine, que atualmente mora em São Paulo.

A obra foi lançada no final de junho e faz parte das comemorações dos 120 anos do Tratado de Amizade, Comércio e Navegação entre o Japão e o Brasil. O título faz referência ao navio que trouxe os primeiros japoneses. “Com a promessa de que fugiriam das mazelas enfrentadas em seu país de origem, centenas de imigrantes deixaram o Japão”, explica o presidente executivo da Associação Esportiva e Cultural Nipo Brasileira de Campo Grande, Acelino Sinjó Nakasato.

japão 4Contudo, ao chegar aqui para trabalhar nas plantações de café, os japoneses se depararam com situações difíceis e enfrentaram problemas para se adequar. Segundo Acelino, a assinatura do termo de amizade foi o modo de angariar mão de obra barata para o trabalho nas lavouras, uma vez que a lei áurea que libertava os escravos no País havia sido assinada anos antes. “Muitos, ao chegarem, se depararam com uma situação que não esperavam. O trabalho era grande e os rendimentos, não”, afirma. Assim, ele conta que houve fugas, alguns retornaram para o Japão e outros foram para outras regiões.

Quem deixou a lavoura, encontrou trabalho na construção da estrada de ferro Noroeste do Brasil (NOB). “A participação dos japoneses foi importante. A estrada de ferro foi construída pelos imigrantes”, defende Acelino. Algumas regiões de Campo Grande, inclusive, se tornaram comunidades japonesas em razão disso.

*Ver reportagem completa na edição de hoje (6/7) do jornal Correio do Estado

http://www.correiodoestado.com.br

*****

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s