‘Camalotes e Guavirais’: Por que este livro agrada?

Sem título11/06/2016

José do Couto Vieira Pontes – cofundador e ex-presidente da ASL

Não é fácil explicar por que um livro agrada. Os leitores geralmente proclamam: “gostei muito”, “que livro!”, “o estilo é notável”, “vou lê-lo de novo”. A incapacidade de que são geralmente dotadas as palavras para exprimirem o pensamento nesses instantes comparece de maneira inexorável, já que aquelas expressões, pela natural evolução da linguagem, não revelam mais nada, não conseguem prospectar conteúdo algum.

Autores que se preocupam com o problema, tais como E. M. FORSTER, EDWIN MUIR, TZVETAN TODOROV procuraram desvendar as razões do sucesso de determinadas obras literárias, o mistério, o fermento de eternidade que as animam.

Forster, em seu extraordinário compêndio “Aspectos do Romance”, acentua que “O Morro dos ventos Uivantes” conseguiu encantar gerações e gerações, tornando-se um clássico da literatura – justamente por que sua autora, Emily Bronte, ao tecer o enredo do livro, “dispôs as famílias Linton e Earnshaw simetricamente”. Quer dizer: não se contentou a autora com o simples favor episódico, com o factual, não se preocupou tão somente em narrar uma estória. Deu ao romance uma estrutura, uma encarnadura, numa atmosfera de caos, de tempestade, até de confusão, porque sabia a notável romancista que “o que está implícito é mais importante que o que está dito”.

Escritores, principalmente os que recriam a vida com intensidade, como o poeta e o ficcionista, conhecem e adivinham essas coisas, por intuição ou por uma “simpatia essencial”, aquela que o crítico francês exige para a compreensão da obra de Leon Bloy. Por isso, Jorge Luiz Borges, o maior contista da América, na atualidade, celebrado e admirado em toda a Europa, uma glória das letras argentinas, afirmou de uma feita que muitas vezes não gostamos do que escrevemos, rasgamos os pré-originais, e quase sempre isso acontece com o primeiro livro.

*Ver artigo completo de José do Couto Vieira Pontes no Suplemento Cultural do jornal Correio do Estado de hoje (Sábado, 11/06).  

http://www.correiodoestado.com.br

*****

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s