Movimento Reaja Brasil acabou

reaja1

Gerson Luiz Mello Martins*

O movimento Reaja Brasil, estampado em dezenas de veículos, que reivindicava o impedimento da presidente Dilma Rousseff e o fim da corrupção, acabou. Não há mais manifestações, não há qualquer indício de protestos ou outra forma que acuse a presença dos fatos reclamados pelo movimento e tampouco de pessoas envolvidas. Isso confirma que o movimento Reaja Brasil tinha apenas como objetivo o impedimento, a saída da presidente Dilma Rousseff. O proclamado, muitas vezes, combate à corrupção não foi o motivador desse movimento. Como o Reaja Brasil conseguiu seu objetivo, a saída de Dilma, não há mais motivos para qualquer tipo de manifestação. Em momento algum, ao que parece, o movimento tinha como objetivo combater a corrupção.

Os fatos que surgem quase que diariamente na mídia denotam uma corrupção endêmica no país, que não tem sigla partidária, mas tem interesse claro de poder e enriquecimento ilícito. A corrupção é um mal em todo o mundo, e não é “privilégio” do Brasil ou dos países subdesenvolvidos. Acontece na Europa e na América do Norte. Deve ser combatida, deve ser denunciada. É preciso também que os movimentos populares, muitas vezes não tão populares assim – pois alguns são direcionados e coordenados pela classe política de plantão, ou seja, pelos políticos vigentes–, não esmoreçam e continuem em manifestações de rua até que a corrupção chegue aos níveis mínimos ou, melhor, desapareça.

Se pensar assim, o Reaja Brasil se constituiu numa falácia coordenada por uma classe política com interesses bem definidos de afastar da Presidência Dilma Rousseff. E por que esse interesse? Porque, finalmente, o Ministério Público e a Polícia Federal puderam trabalhar, agir. Da mesma forma que durante o governo militar, o presidente declarava que o Brasil era um mar de tranquilidade se comparado a outros países. Era um mar de tranquilidade porque todas as manifestações populares, estudantis ou não, eram violentamente censuradas. Mesmo com uma democracia ainda infantil, não madura, não consolidada, os órgãos de regulação política puderam agir, denunciar e prender muitos corruptores e corrompidos. A classe que se satisfez em apenas destituir Dilma Rousseff não deseja o combate à corrupção, mas a proteção de corruptores e corrompidos. Deseja, na verdade, manter seus privilégios, suas falcatruas e seus negócios em favor de suas finanças, em detrimento das finanças e do investimento público em prol do bem-estar social da população.

Alguém consegue observar algum tipo de manifestação contra a corrupção e contra as pessoas denunciadas, envolvidas nessa situação? Nada! A pergunta que não quer calar: afinal, o Reaja Brasil não se tratava de um movimento que queria combater e corrupção e prender os políticos e empresários envolvidos nesses esquemas? Onde estão as centenas de pessoas que foram para as ruas com o discurso de combate à corrupção quando, diariamente, a mídia mostra as denúncias e mesmo comprovações das negociatas da classe política e de muitos empresários?

O mecanismo governamental não tem mais interesse que notícias sobre corrupção sejam divulgadas. O mecanismo governamental em vigor não deseja mais que a população se manifeste contra a corrupção. Não era esse o objetivo de movimentos como o Reaja Brasil, entre tantos outros. E não era interesse porque eram coordenados pelos políticos que também faziam e fazem parte da estrutura de corrupção. Acorde e “reaja” Brasil. É preciso que se tenha consciência de que o mecanismo governamental em vigor traz na essência as estruturas de corrupção.

*Jornalista e pesquisador do PPGCOM e Ciberjor-UFMS – gerson.martins@ufms.br

**Artigo publicado em 2/6/2016 no jornal “O Estado” MS.

*****

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s