“Se eu perder, sou carta fora do baralho”, diz Dilma.

dilmasentadagetty (1)

Getty Images

13 ABR 2016

O Financista / Terra

A presidente Dilma Rousseff (PT) afirmou a um grupo de jornalistas nesta quarta-feira (13) que há um estado de golpe sendo conspirado no Brasil, conduzido pelo vice-presidente, Michel Temer, do PMDB, e pelo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, do mesmo partido, segundo informações dos jornais O Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo.

A petista se comprometeu a propor um pacto nacional com todas as forças políticas caso consiga barrar o impeachment na Câmara dos Deputados neste domingo (13). O pacto incluiria a negociação com opositores, trabalhadores e empresários.

Questionada sobre a possibilidade de participar de um pacto caso saísse derrotada na votação do plenário, Dilma foi categórica ao responder: “se eu perder, sou carta fora do baralho”.

 SAIBA MAIS

Precisando de menos votos, governo ganha fôlego

Manifestantes acampam na av. Paulista com “Pixuleco” gigante

Movimentos sociais vão às ruas em meio a tensões com grupos pró-impeachment

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s